REDES

Projeto Transformar inicia nova fase com turma inaugural

Hoje (12/04), ocorreu a aula inaugural de mais uma turma formação de Gestores e Executivos de ACE, através do Projeto Transformar, onde foram mais de 80 inscritos. Na sexta-feira próxima (16), haverá a aula inaugural de uma nova turma também de formação de gestores de ACE.


A Federaminas, por meio de iniciativa inovadora, deu início, em setembro do ano passado, ao Projeto Transformar ─ ação conjunta da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) com o Sebrae.


Em Minas Gerais já foram treinadas mais de 350 lideranças entre dirigentes, presidentes e executivos de ACE, com a participação de mais de 150 Associações Comerciais.

Com a nova fase do Projeto Transformar iniciada no dia de hoje, deve chegar a um total de quase 500 líderes treinados em nossa estado.



O Projeto é centrado na formação de dirigentes e gestores de Associações Comerciais e Empresariais (ACEs), a partir de módulos de capacitação e ações referenciais, que visem a competitividade empresarial a partir do desenvolvimento organizacional das Associações Comerciais e Empresariais (ACEs), o enfrentamento da pandemia de Covid-19 e à criação de novos produtos e serviços pelas entidades filiadas.



A experiência-piloto teve início no ano passado na Região do Médio Piracicaba/MG e contou com 25 participantes, ocasião em que a adaptação do conteúdo, originalmente composto para o formato presencial, foi repaginado para a realização de encontros virtuais. Foram mais de 10 turmas formadas ao longo do ano passado e início desse ano atendendo a líderes de todas as regiões do Estado.



Segundo o presidente da Federaminas, Valmir Rodrigues, o Transformar tem como propósito estimular a criação de novos produtos e serviços pelas ACEs, com efeitos positivos sobre a geração de receitas e captação de associados, além de dotar dirigentes de ACE's de competências específicas para composição de projetos de desenvolvimento local e regional. "São difundidas e implementadas boas práticas de gestão associativa e instituídas ações de reação ao atual momento socioeconômico pelo qual passam as empresas associadas, nos territórios de atuação das ACEs, participantes do projeto Transformar", complementa Rodrigues.