REDES

Decreto para reformulação da política de Arranjos Produtivos Locais irá beneficiar Micro e Pequenas Empresas mineiras

Em cerimônia realizada hoje (25) no palácio Tiradentes o Governador do Estado de Minas Gerais Romeu Zema, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, assinou o decreto da nova política dos Arranjos Produtivos Locais – APLs e também anunciou a parceria dos arranjos com o Sebraetec para beneficiar cerca de 6 mil pequenos e médios empresários e alavancar suas atividades em 400 cidades do Estado até 2022 por meio de consultorias.

A reformulação da política de Arranjos Produtivos Locais (APLs) do estado, idealizada pela Sede irá classificar de quatro diferentes maneiras os atuais arranjos produtivos formalizados pelo Estado, e com o novo modelo proporcionar maior assertividade nas iniciativas desenvolvidas em prol dos APLs.

De acordo com o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, “O foco da nova política é levar desenvolvimento e oportunidades para as empresas mineiras, por meio de iniciativas e investimentos privados.”

Federaminas integra Grupo Gestor dos Arranjos Produtivos Locais – APLs.

A Federaminas compõe a formação do Núcleo Gestor dos APLs, implementado pela SEDE como uma ferramenta para aprimorar as iniciativas de apoio aos arranjos e também compartilhar as iniciativas comuns das entidades integrantes do Núcleo. O objetivo principal é facilitar o desenvolvimento dos APLs já existentes e o reconhecimento de novos arranjos produtivos no Estado.
Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, Minas Gerais possui atualmente 50 Arranjos Produtivos Locais, em 257 municípios, abrangendo 34 mil empresas e gerando cerca de 153 mil empregos.

Para o presidente da Federaminas Valmir Rodrigues, “o trabalho desenvolvido junto aos APLs dá visibilidade ao potencial do município e favorece a economia local a exemplo de Juruaia, e tantos municípios outros que se destacam no cenário nacional”.