REDES

Tribunal de Justiça começa a treinar conciliadores para o Pace



O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais realiza na sede da Federaminas, em 4 de junho, o treinamento dos conciliadores que atuarão nos Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual (Pace) a se instalarem nas cidades de Belo Horizonte, Santa Luzia e João Monlevade. A informação foi dada pelo presidente Wander Luis Silva ao receber em seu gabinete, em 19 de maio, os presidentes das Associações Comerciais de João Monlevade, Edson Martins Coelho (que estava acompanhado do diretor Carlos Roberto de Freitas) e de Santa Luzia, Hélio Eduardo Pereira, e o vice-presidente da ACMinas, Hudson Lídio Navarro. Participou da reunião a assessora para assuntos do Pace, Flávia Nepomuceno de Paula.
 
As três cidades são as primeiras que vão receber as unidades do Pace e foram escolhidas devido a critérios de volume populacional, número de empresas, taxa de congestionamento do Judiciário, ou seja, acúmulo de processos judiciais na comarca e longevidade dos processos em trâmite, requisitos delimitados pelo TJMG. Outro treinamento será feito em 25 de junho, também na sede da Federaminas, para os conciliadores dos Paces de Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano.
 
Os conciliadores passarão por treinamento inicial de 9 horas, sendo que outros cursos, seja de complementação ou de reciclagem, poderão ser ministrados a critério do Tribunal de Justiça. O curso de capacitação é oferecido pelo TJMG sem custo para as Associações Comerciais. A Federaminas destaca a necessidade de as federadas empregarem esforços no recrutamento dos conciliadores (entre 20 e 30 pessoas), de vez que os cursos de capacitação, para o mês de junho, já contam com datas definidas.
 
As Associações Comerciais que firmaram o convênio no Tribunal de Justiça, em 29 de abril, e não estão ainda relacionadas para receber o treinamento devem aguardar orientação do TJMG, para agendamento de capacitação de conciliadores. A Federaminas não tem medido esforços para que isso aconteça com a maior brevidade possível. Mais informações podem ser obtidas na entidade com Flávia de Paula, pelo telefone (31) 3078-7019.