REDES

Segundo Receita, declarações de IR ficam abaixo do esperado

O prazo para entrega das declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física se encerrou no dia 30 de junho (terça) e, de acordo com o balanço da Receita Federal, 31.980.151 contribuintes enviaram os documentos. O número ficou um pouco abaixo do esperado para este ano, que era de receber 32 milhões. Ainda assim, a quantidade de entregar teve um aumento de 4,2% em relação a 2019.



O sistema foi aberto para entrega no dia 2 de março e seria encerrado no dia 30 de abril, mas, em função da pandemia, a Receita prorrogou o prazo por dois meses para ajudar os contribuintes que não conseguiram se organizar no período.



Para quem perdeu a data final de envio dos documentos, a Receita disponibilizou o sistema para novo envio a partir do dia 1º de julho. Mas, agora, o contribuinte será multado em 1% do imposto devido por mês de atraso, com valor mínimo de R$ 165,74 e o máximo chegando a 20% do imposto total. O programa para envio da declaração atrasada está disponível no site da Receita. Além disso, existe o aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para tablets e celulares. Nele, é possível fazer retificações depois do envio da declaração.



O órgão iniciou o pagamento das restituições no dia 29 de abril, com o primeiro lote, e segue até 30 de dezembro cumprindo o cronograma. O ressarcimento é pago de acordo com o período de entrega da declaração, ou seja, quanto antes enviada, mais cedo o contribuinte será pago. A prioridade para o recebimento é das pessoas que têm mais de 60 anos, contribuintes com deficiência física ou mental e os que têm doença grave.



De acordo com a Receita, pouco mais de 1 milhão de contribuintes caíram na malha fina neste ano. Por meio do extrato, é possível verificar pendências e fazer uma declaração retificadora a fim de evitar que a declaração fique retida.




Neste ano, está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2019, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50. No site da Receita Federal também é possível conferir outros critérios para saber se está enquadrado no grupo que precisa fazer a declaração do imposto de renda em 2020.