REDES

Presidente Wander Luis lidera comitiva da Federaminas no 21º Congresso da CACB



Não basta identificar os problemas. É preciso ajudar, apontando os caminhos e é isso que queremos fazer nesse Congresso”, afirmou o presidente da CACB, José Paulo Dornelles Cairoli, na abertura do 21º Congresso da Confederação das Associações Comerciais do Brasil, em 10 de agosto, em Salvador (BA). Ele comemorou as medidas anunciadas pelo governo federal de incentivo ao Simples Nacional, lembrando que elas vão permitir o aumento da formalidade. Defendeu também a necessidade de avançar com mudanças nos diversos setores da vida brasileira, assinalando lembrando que há 200 anos, no mesmo cenário, os empresários baianos criavam a primeira entidade brasileira representativa dos empreendedores, adicionando força na união de interesses empresariais. O governador Jacques Wagner, que participou da abertura do Congresso, falou sobre a capilaridade da CACB e lembrou que o Brasil está adotando medidas importantes para não ser afetado pela ameaça da crise internacional.
 
Entre os empresários de diversas regiões do País presentes no evento, destacou-se a  delegação mineira, liderada pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. A comitiva contou com cerca de 100 dirigentes de Associações Comerciais das várias regiões mineiras e teve participação ativa nos trabalhos do 21º Congresso da CACB.
 
Reformas - Na abertura do evento, o presidente José Cairoli enfatizou que é preciso modernizar as relações trabalhistas, continuar a fazer as mudanças na previdência pública e melhorar drasticamente a qualidade da educação pública, principalmente nos níveis mais elementares, “pois esse é o segredo das nações mais desenvolvidas e que mais crescem”. Também apontou a necessidade de uma reforma política, “não para negar ou desfazer tudo o que construímos, mas para aprimorarmos a qualidade da nossa representação e aumentar as condições de fiscalização dos representados sobre os representantes.”
 
Realizado no Centro de Eventos do Hotel Pestana, o Congresso da CACB focou o crescimento do mercado brasileiro, com o olhar voltado para as micro e pequenas empresas. As políticas e os programas de gestão e incentivo para empresários do segmento foram destaques na pauta do encontro, ganhando espaço especial em painéis e conferências em torno do tema central “Um Salto para o Futuro – Facilitando Caminhos”.
 
O presidente do CACB salientou que não basta fazer o novo pelo novo, mas fazer o novo necessário, que gera mais bem-estar para todos. Acrescentou que é preciso também rediscutir o pacto federativo, para descentralizar mais os recursos: “Precisamos dar mais condições aos nossos governadores e aos nossos prefeitos de gerir as soluções para os problemas da sua comunidade”.
 
Cairoli destacou que o caminho para exercer a representação de seus interesses é a associação voluntária e espontânea. “É ela que nos dá a liberdade de criticar sem receio, ou de aplaudir e apoiar sem constrangimentos. Nosso maior orgulho é não fazer parte nem da turma do contra, nem da turma chapa branca. O associativismo foi o caminho que escolhemos, e que nos fortaleceu ao longo da nossa história.”
 
“Sabemos da responsabilidade perante o País. Nosso setor, composto na sua imensa maioria por micro e pequenas empresas, é o maior gerador de empregos, e por isso deve ser cada vez mais defendido, estimulado”, observou.
 
Fonte: Imprensa CACB/Federaminas
Crédito: Foto Official