REDES

PM devolve imóvel mantido há 11 anos pela Aciapi

Uma solenidade na sede da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) nesta quinta-feira, marcou a devolução do imóvel que era mantido desde 2001, pela federada, para as instalações da 82ª Cia PM. Agora a companhia funciona em um imóvel cedido pela Prefeitura de Ipatinga, que recebeu investimento de mais de R$ 172 nas obras de reforma.

 

O aluguel, mais custos básicos demandavam uma doação mensal de R$ 2 mil pela Aciapi e CDL. A unidade é responsável pelo policiamento ostensivo no Centro, e outros bairros no entorno. Ao participar da entrega formal das chaves, o capitão Anderson Rodrigues, comandante da 82ª Cia PM agradeceu pelo apoio prestado à Polícia Militar durante onze anos. “Manter a companhia no Centro é estratégico e colabora para uma prestação de serviço. Agradecemos à Aciapi e CDL pelo apoio. A nossa intenção é dar continuidade aos trabalhos já realizados principalmente com relação aos moradores de rua que ocupam o Centro da cidade. Buscamos parceria com a prefeitura para dar um destino adequado para estes moradores de rua, seja por internação ou retorno às suas cidades de origem”, afirmou.

 

O presidente da Aciapi, Gustavo Souza, afirma que a contribuição da entidade para os assuntos da segurança pública não terminaram com o fim do pagamento do aluguel da sede da companhia da PM. “Agora faremos uma doação para que tenhamos um Centro de Internação para Adolescentes provisório, ajudaremos com uma pequena quantia, mas que dentro do processo é essencial para a segurança de todos no Vale do Aço”, informou.

 

Olho Vivo
Apontado como fundamental na redução dos índices de crimes no Centro e outros bairros de Ipatinga, a volta do programa Olho Vivo que, desde 2009, monitorava vias públicas por meio de 43 câmeras de vídeo, é outra reivindicação dos empreendedores do comércio.  O presidente da Aciapi, Gustavo Souza, lembrou que nas reuniões com todos os candidatos a prefeito, realizadas na sede da Aciapi e CDL, a volta do Olho Vivo estava na lista de reivindicações.

 

Foto: Aciapi

 

Foto: Aciapi / Federaminas