REDES

Mensagem do presidente da Federaminas para o Dia Internacional da Mulher



Ao homenagear o Dia Internacional da Mulher, neste 8 de março, devemos registrar as numerosas conquistas alcançadas pelas mulheres, especialmente a partir do final do último século, quando expandiram sua presença ocupando    espaços cada vez mais significativos nos diversos setores da atividade humana, seja nas empresas, nas entidades de classe, na política, nas artes, etc. 

Instituída em 1910, essa data comemorativa foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975 como preito a um grupo de operárias norte-americanas que, por deflagarem greve em 1857 reivindicando condições humanas de trabalho, em represália foram trancadas e carbonizadas dentro de uma fábrica de tecidos em Nova York.

 A data gerou, em diversos países, discussão sobre o papel da mulher na sociedade e um esforço visando a reduzir o preconceito e a desvalorização do núcleo feminino. Muitos avanços foram obtidos, mas a mulher continua lutando contra distorções ainda existentes, como violência masculina, desvantagens nos ganhos profissionais em relação ao homens, etc.

Em nosso país, a instituição do voto feminino, no início de 1932, dando à mulher o direito de votar e ser eleita para cargos nos Poderes Executivo e Legislativo, foi um marco de reconhecimento da importância da mulher no concerto da sociedade brasileira.

As Associações Comerciais mineiras são um belo exemplo de participação da mulher e da contribuição que ela pode dar ao debate de questões relacionadas com o setor empresarial. Em decorrência da presença cada vez mais ampla da mulher no comando das empresas, é igualmente expressiva a sua integração aos trabalhos das suas entidades de representação, seja nos quadros dirigentes ou compondo as câmaras de empreendedoras. No Sistema Federaminas, são muitas as federadas atualmente presididas por companheiras empresárias, com grandes serviços prestados ao conjunto de associados.

O reconhecimento da Federaminas ao relevante papel exercido pela mulher nas Associações Comerciais é traduzido pela implantação da CEME - Câmara Estadual da Mulher Empreendedora, presidida com especial dedicação pela nossa companheira Waldete Homse Kalil, da Associação de Comércio e Indústria de Pouso Alegre. O órgão presta valiosa contribuição a trabalhos e iniciativas da nossa Federação, inclusive estimulando e apoiando a constituição de câmaras de empreendedoras em nossas federadas.