REDES

EXCELENTE NOTÍCIA: COMÉRCIO E SERVIÇOS NÃO ESSENCIAIS VOLTAM A FUNCIONAR EM MINAS

Depois de muitas negociações, proposições e manifestos da FEDERAMINAS e outras Entidades Empresariais, nova versão do Minas Consciente autoriza abertura das atividades econômicas em todas as ondas


Em constante diálogo com a FEDERAMINAS, Entidades Empresariais e com a Secretaria de Estado da Saúde, governo de Minas lançou ontem (27/01) 3ª versão do Plano Minas Consciente, que autoriza o funcionamento das atividades econômicas não essenciais na fase mais rígida, mas atendendo a todos os protocolos de segurança. 

Segundo Fernando Passalio, Secretário-Adjunto de Desenvolvimento Econômico, "essa mudança atenderá todo mundo. Pretendemos possibilitar que todos os setores, comércio, varejo, a prestação de serviços possam funcionar, prestando atenção aos protocolos. Destaco que não haverá, neste novo Minas Consciente, o fechamento de empresas, por exemplo, na onda vermelha."

Clique aqui e veja  novo protocolo do Minas Consciente.

Para o Secretário, nessa nova versão, haverá mais restrição dos serviços essenciais para que os serviços não essenciais possam também abrir na onda vermelha. Esse equilíbrio proporcionará maior equidade para que todas as empresas possam funcionar, porém com mais regras de segurança sanitária para preservar vidas em consonância com a economia.

Passalio ressalta ainda que o sucesso dessas medidas só será possível com a consciência de cada mineiro em relação a seu comportamento: usar máscaras, passar álcool gel nas mãos, manter o distanciamento, não promover aglomeração e cumprir todos os procedimentos dos protocolos de segurança do Plano.

De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde (SES-MG), foi necessário "restringir uns para incluir outros, com foco nos mais afetados economicamente, sem abrir mão do controle da pandemia".

Gustavo Tatagiba, presidente da ACIF Formiga-MG, ressalta que "as alterações implementadas no Programa Minas Consciente são resultado do esforço e da união das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais, capitaneadas pela FEDERAMINAS. Nossas empresas estão conscientes da necessidade de combate a essa terrível pandemia e os empresários buscam constantemente contribuir para a manutenção dos protocolos de segurança sanitária, visando proteger as pessoas e, concomitantemente, manterem suas atividades econômicas, essenciais para o equilíbrio e bem-estar social de nossas cidades."

Para Maria Auxiliadora Maciel, vice-presidente da ACI Pompéu-MG,  "a Associação e seus diretores se sentiram muito seguros pelo excelente trabalho da Federaminas, sempre em prol de todos.  Tivemos a certeza da importância do associativismo e de estarmos  amparados por uma Federação. Neste momento tão sensível e de grande dificuldade, o melhor caminho para chegarmos aos resultados esperados sempre foi o diálogo, a paciência e a negociação. A reunião do dia 08/01, com 83 representantes de Associações Comerciais de Minas com os Secretários do estado, mostrou que, quando todos trabalham com o mesmo foco, com o mesmo objetivo, alcançamos o sucesso em nossas proposições. Entendo que, sem a união das Associações Comerciais e a Federaminas sempre atuante, isso não teria sido resolvido tão rápido."

Cláudio Zambaldi, presidente da ACE Ipatinga, parabeniza o trabalho da Federaminas e do Presidente, Valmir Rodrigues, agradecendo pelas orientações e condução de todo o processo. Segundo ele, "conseguimos esse êxito em relação ao Minas Consciente, porque soubemos levar a voz de cada Associação, de cada prefeito, fazendo com que o governo entendesse que é possível proteger a saúde física das pessoas e a saúde econômica. É uma cadeia produtiva que depende de todos, sempre seguindo as orientações e os protocolos. Estamos muito felizes com a sensibilidade do governo estadual e com o resultado conquistado."

Para Eliza Soares, presidente da ACIAC - Capitólio, "a nova versão do Minas Consciente veio em uma ótima hora. Acredito que vem trazer a divisão de responsabilidades para cada cidadão, cada empresário e o poder público. A economia precisa continuar! Em cidades, como Capitólio, que tem menos de 10 mil habitantes, tudo parou. Com essa liberdade e flexibilidade que o Minas Consciente fez, vejo a ESPERANÇA de que podemos preservar vidas e trabalhar com responsabilidade. Um novo momento para nossas empresas adequar e tentar ficar no mercado. Parabenizo a FEDERAMINAS ter levado até as lideranças do Estado a realidade de todos que estão na ponta. Ao nosso governador por ter modernizado as regras e ver que não adianta manter alguns serviços abertos com aglomerações, como bancos, lotéricas, supermercados e manter outros impossibilitados de abrir suas portas. Vamos ter que aprender a conviver com esse vírus por muito tempo e para isso precisamos ser firmes em nosso trabalho e preservar a vida de todos. Tudo é ESSENCIAL!  A vida e o trabalho!"

Para o Presidente da Federaminas, Valmir Rodrigues, "tudo isso mostra que o Associativismo existe para que as pessoas possam se unir em prol de um objetivo que seja bom para todas as partes. Agradeço a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio do Secretário-Adjunto, Fernando Passalio, por sempre colocar o governo de portas abertas às demandas da Federaminas e seus Federados. Tem uma frase de Nelson Mandela de que gosto muito, que traduz este momento: Cada vez que conquisto uma montanha, descubro que existem outras a serem conquistadas. Isso é um passo e continuaremos sempre reivindicando aquilo que é para o bem das empresas mineiras, gerando renda e emprego, contribuindo para o desenvolvimento do nosso estado."

DIÁLOGO, PERSEVERANÇA, PARCERIA E UNIÃO. É a FEDERAMINAS e as ACEs mineiras contribuindo para o progresso de Minas Gerais.

Juntos somos mais fortes! 

Assessoria de Imprensa Federaminas