REDES

Asosciação Comercial de Uberaba vira parceira de projeto com a Petrobras e o Sebrae e incentiva a capacitação das MPEs

O Sebrae Minas e a Petrobras promoveram, na manhã do dia 25 de abril, no anfiteatro da Prefeitura Municipal de Uberaba, o lançamento do Projeto Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás, para a planta de amônia UFNV que será erguida na cidade. Trata-se de programa em que o Sebrae capacita micro e pequenas empresas para atuarem como fornecedores da companhia, em variadas áreas de atuação. Os treinamentos têm foco estratégico em Inteligência Competitiva, Cultura da Cooperação, Desenvolvimento de Fornecedores, Inovação e Promoção de Negócios.

 

O presidente da ACIU, Manoel Rodrigues Neto, fez parte da composição de mesa, a qual contou com a presença do prefeito Paulo Piau, do secretário José Renato Gomes (Desenvolvimento Econômico), de Paulo Roberto Barreiro, gerente de projetos da Petrobras, de Marden Magalhães, gerente do Sebrae Regional do Triângulo, e de Altamir Roso, presidente da Fiemg.

 

Paulo Barreto, que cuida de projetos da Petrobras, durante pronunciamento, estimou que cerca de 80 micros e pequenas empresas serão atendidas nos próximos 15 meses, nas regiões de Uberaba, Uberlândia e Araxá. A expectativa é que as obras comecem este ano, em meados do mês de setembro ou outubro, e o início das operações está previsto para 2016. O alvo principal do projeto – a unidade de fertilizantes nitrogenados - é uma fábrica de amônia em Uberaba, cujas obras de terraplenagem já foram realizadas. Dentro do plano de negócios 2012-2016 da Petrobras, o segmento de fertilizantes responderá por 42% dos US$13,5 bilhões de investimentos previstos.

 

“E para a construção e funcionamento da planta precisamos contar com fornecedores. Teremos a empresa vencedora da licitação, que, por sua vez, precisa contar com empresas da região que possam oferecer produtos durante e depois da obra. Por isto estamos lançando este programa, para que estas pequenas e microempresas possam se inscrever e se capacitar, preenchendo os requisitos da Petrobras”, explica Barreto, ressaltando que esta é a quinta planta de fertilizantes da Petrobras no país.

 

O presidente da ACIU, Manoel Rodrigues Neto, informou que este trabalho é voltado para o desenvolvimento da indústria, do comércio varejista e de serviços. "Integrar seleto cadastro de fornecedores da Petrobras é o desejo de micro e pequenas empresas que convivem com as unidades de negócio da estatal, presentes em diversas regiões do país”, afirmou o presidente da ACIU. Entretanto, as oportunidades comerciais para as empresas não se encontram apenas no âmbito da Petrobras. Na verdade, elas também podem ser fornecedoras de empresas contratadas por ela ou de qualquer outra da cadeia produtiva de petróleo e gás.

 

O prefeito Paulo Piau ressaltou que a cidade está preparada para este potencial. O grande desafio das empresas é trabalhar de acordo com as exigências e demandas desse rico e próspero setor. “O relacionamento entre a Petrobras, grandes empresas contratadas e fornecedores nacionais de pequeno porte está baseado em alto desempenho empresarial, que pode impactar e estimular o desenvolvimento sustentável do municípios, regiões e estados”, acrescentou.

 

Para o gerente do Sebrae da Regional Triângulo, Marden Magalhães, o projeto está inserido em um Programa Nacional firmado entre o Sebrae e a Petrobras, cujo objetivo é promover a inserção competitiva e sustentável de micro e pequenas empresas mineiras, com ênfase no território de influência da unidade de fertilizantes nitrogenados em Uberaba.

 

 

Fonte: Comunicação Aciu
29-4-2013