REDES

Queda do veto ao Refis das MPEs é conquista do associativismo

Ao comemorar a derrubada do veto do presidente Michel Temer ao Refis das micro e pequenas empresas (MPEs), o presidente da Federaminas, Emílio Parolini, afirmou que se trata de uma conquista importante decorrente do esforço do movimento associativo empresarial no sentido de influenciar o Congresso Nacional com esse objetivo.

Ele lembrou que, logo após o veto presidencial, a Federaminas  se alinhou com a ação liderada pelos presidentes do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, e da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, objetivando a que o empresariado brasileiro se mobilizasse em manifestações junto à Câmara dos Deputados e ao Senado para que a decisão fosse revertida.

"De imediato buscamos convocar as associações comerciais (ACEs) do Sistema Federaminas para intervirem junto aos parlamentares representantes de suas regiões, pedindo o seu posicionamento favorável à derrubada do veto do presidente da República", assinalou Parolini.

A resposta dessa ação foi rápida e demonstrou uma vez mais, segundo ele, a força do movimento associativo empresarial, que contribuiu, decisivamente, para que o programa que possibilita o parcelamento das dívidas das micro e pequenas empresas brasileiras fosse restabelecido, durante sessão conjunta das duas casas do Congresso Nacional nessa terça-feira (3).

"Por mais essa razão, continuamos pregando sempre a necessidade da união do empresariado em torno das suas entidades representativas para o encaminhamento e busca de solução para as reivindicações de seu interesse. Esse é o motivo do empoderamento conquistado pela Federaminas e as associações comerciais que integram o sistema", completou Emílio Parolini.