REDES

“Na medida do possível” com Fernando Rocha

Uma das palestras mais esperadas pelos mais de 500 empresários que marcaram presença no XX Congresso da Federaminas foi a conferida por Fernando Rocha, apresentador do programa Bem-Estar da Rede Globo. A palestra, voltada para destacar a importância de estar bem consigo mesmo para explorar ao máximo potencial, girou em torno de experiências de superação pessoais em um processo de emagrecimento cobrado e acompanhado por telespectadores espalhados por todo Brasil. “Como eu poderia apresentar um programa em rede nacional chamado Bem-Estar estando acima do peso?”, perguntou ao lembrar que pesava 113 quilos. “Para mudar, precisei começar a entender a vida de outra maneira: grama por grama. Precisei entender a diferença da fome com a vontade de comer.”, completou o apresentador.

 

Esforço e conquista

 

Segundo Rocha, foi necessária muita disciplina e determinação para conquistar resultados realmente satisfatórios.  Ele falou da importância de uma alimentação balanceada em consonância com exercícios físicos e citou os diversos regimes aos quais se submeteu: “Regime da couve flor, regime da hipnose, regime do índice glicêmico, mas nada foi mais importante do que fazer atividade física.”, disse antes de expor os resultados. “Em apenas dois meses consegui perder mais de 18,6 kg, sendo que 11,7 kg era só de gordura. Desta maneira me livrei de uma lista imensa de doenças. Imaginem a qualidade de ganhei!”, expos.

 

A medida certa

 

Sobre qual seria medida certa, Rocha explicou que a medida certa é a medida na qual você se sente bem. “O importante é estar bem consigo mesmo, não é preciso seguir os padrões estipulados. Um ano após perder os 18 quilos, voltei a ganhar uns quilinhos sim! E daí? Quem disse que estou fazendo regime o tempo todo, é claro que um gordinho também pode ser saudável.”, argumentou.

Ao perguntar se alguém está fazendo, ele citou como é bom o café da manhã oferecido pelo Grande Hotel e das demais situações nas quais é complicado manter o regime e destacou que: “A vida não precisa ser regime, a vida é real, a vida é confraternização, a vida é feijoada.”, disse fazendo referência ao evento agendado para a tarde do mesmo dia.

 

A experiência no quadro “Dança dos Famosos”, do programa Domingão da Faustão da Rede Globo, também serviu para destacar que a medida certa é se sentir bem. Rocha contou que foram semanas de grandes esforços, conciliando a dança com suas atividades profissionais. “Eu dancei todos os dias para as apresentações e me apresentei em cinco edições do programa. Eu era o representante dos gordinhos e também dos descoordenados. Um representante daqueles que lutam para melhor, dos que aceitam as conquistas possíveis e que entendem que elas não precisam ser padronizadas.”, comentou Fernando Rocha. 

Para ressaltar a importância de conhecer seus limites, o apresentador contou sua experiência em um projeto de dança voltado para trabalhar a depressão dos participantes.  Rocha tentou, esforçou-se, mas, segundo ele, o projeto não era para ele. Tratava-se de uma proposta muito rigorosa e sua característica natural ao dançar é a liberdade. “Quando não aguentamos é preciso ter coragem para assumir.”, afirmou.


O apresentador Fernando Rocha comentou ainda importância de se sentir bem consigo mesmo para o sucesso no mundo dos negócios, finalizando ao destacar a relevância da temática do XX Congresso da Federaminas.