REDES

Federaminas manifesta apoio a eventual candidatura de Aécio Neves em 2010



Com o propósito de oferecer a contribuição do Sistema de Associações Comerciais de Minas Gerais ao debate democrático em torno da sucessão na Presidência da República, o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, está sugerindo aos dirigentes de todas as federadas manifestarem ao governador Aécio Neves o irrestrito apoio do empresariado mineiro no caso de eventual lançamento de seu nome para disputar o cargo maior no pleito eleitoral de 2010.
 
Com a medida, o líder classista materializa o apoio da Federaminas à iniciativa da Associação Comercial de Minas, através do seu presidente Charles Lotfi, de lançar durante recente Café Parlamentar - que teve como convidado especial o governador Aécio Neves -, um desafio à classe empresarial mineira no sentido de se mobilizar na luta em defesa de Minas Gerais na condução do País.
 
Em mensagem enviada às Associações Comerciais do Estado, o presidente Wander Silva assinala que, como fruto de uma política de administrar altamente eficiente implementada há seis anos pelo Governo Aécio Neves, embasada no chamado “choque de gestão”, Minas vive hoje um tempo de modernidade, em que indicadores econômicos positivos e avanços sociais se destacam no contexto nacional e até mesmo no exterior.
 
“Minas se apresenta como paradigma para os demais Estados brasileiros, muitos dos quais vêm conhecer e assimilar o modelo de gestão pública do Governo estadual, ao mesmo tempo em que, no plano internacional, tornou-se “case” de sucesso administrativo no âmbito do Banco Mundial. Tudo isso se deve à visão de futuro e à competência administrativa e política demonstradas pelo jovem governador do Estado, que, desta forma, cada vez mais se habilita a alçar vôos ainda mais elevados na vida pública”, sustenta Wander Silva.
 
Ele observa que o ano eleitoral de 2010 se avizinha e, a partir do próximo exercício, certamente se iniciará o debate em torno do cenário político para a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Reconhece que o Brasil registra expressivos ganhos econômicos e sociais nos últimos anos, mas afirma que ainda há muito que se fazer no sentido da construção de um país economicamente sustentável e socialmente justo. E para essa tarefa de grande monta, chama a atenção para a necessidade de sua condução “por uma liderança de comprovada eficiência administrativa, de ilibada conduta moral e de incontestável capacidade política”, predicados que, segundo o presidente da Federaminas, se enquadram no perfil do governador Aécio Neves.