REDES

Encontro de Presidentes e Executivos tem treinamentos sobre vendas e plano de ação

"Como transformar sua ACE em uma 'máquina de vendas" foi o tema de treinamento que abriu os trabalhos do segundo dia do Encontro de Presidentes e Executivos das Associações Comerciais de Minas Gerais, nesta sexta-feira (16). Em sua palestra, o consultor Leandro Quintão apresentou nove passos que concorrem para fortalecer a área comercial e dar sustentabilidade às entidades.

Ele afirmou que as associações comerciais têm de se adaptar à nova realidade de um mercado competitivo, de concorrência acirrada, cabendo aos seus líderes conduzirem a implementação dessas mudanças. Quintão recomendou os seguintes passos para fortalecer o setor de negócios das entidades: estratégia, meta - como definir, seleção de time, treinamento de equipe, relacionamento - instituição do Dia do Associado, reunião de vendas, criar competição, reconhecimento dos melhores, tipos de líderes da máquina de vendas.  

Em seguida, falou o CEO da Techmall - Aceleradora de Startups, Andreas Flugs - da Flugser do Brasil, que focalizou a realidade do segmento e destacou a importância do estabelecimento de conexão entre essas empresas e as associações comerciais mineiras.  

O presidente da Associação Comercial de Araxá, Emílio Neumann, descreveu, logo após, produtos e ações que estão concorrendo para  ampliar e fidelizar o quadro de associados da sua entidade, que tem meta de atrair mais 70 sócios em 2018.

  Oficina conduzida pelo consultor do Sebrae-MG Victor Mota encerrou os trabalhos na parte da manhã e os retomou após o almoço. Denominada Mãos à obra -  planos de ação eficaz com foco em resultados, a atividade teve o objetivo de facilitar o planejamento de ações  para as ACEs, tendo sido embasada pela troca de informações sobre projetos e serviços bem-sucedidos desenvolvidos nas entidades presentes no encontro da Federaminas.  

Encerrando o Encontro de Presidentes e Executivos das ACEs de Minas Gerais, aconteceu assembleia geral para apresentação das demonstrações financeiras e do relatório das atividades da Federaminas em 2017. Submetidos a aprovação, os documentos foram aprovados pela AGO.