REDES

Ceme projeta incentivar a criação de conselhos da mulher nas federadas



Trabalho destinado a estimular a formação de conselhos da mulher nas Associações Comerciais mineiras está entre os projetos prioritários anunciados pela nova presidente da Câmara Estadual da Mulher Empreendedora (Ceme) da Federaminas, Marinez Torres Gotelip Borja de Oliveira. Em recente reunião com o presidente Wander Luis Silva, na sede da entidade estadual em Belo Horizonte, a dirigente trocou idéias sobre seus planos à frente do órgão.
 
Marinez de Oliveira também pretende fortalecer a integração entre a Câmara e os conselhos da mulher já existentes em diversas Associações Comerciais, por entender que a troca de experiências concorre para disseminar iniciativas em favor dos interesses de empresárias e empreendedoras.
 
Participação – Para a dirigente da Ceme, a presença da mulher nos trabalhos das Associações Comerciais mineiras é cada vez mais destacada, tanto que são diversos os conselhos já criados com o objetivo de dotá-las de espaço próprio para a sua atuação no âmbito do associativismo. Não só nas entidades de classe, mas nos diversos segmentos da sociedade brasileira a participação feminina é realçada por Marinez de Oliveira, ao observar que as mulheres “são mais detalhistas, mais observadoras, priorizam pessoas ao invés de coisas, tomam decisões de modo mais subjetivo, usando muitas vezes o coração”.
 
Por isso que ela sustenta que a mulher leva para as ACEs tudo o que os homens não conseguem perceber e realiza muitos projetos graças ao seu espírito empreendedor e a sua sensibilidade para as necessidades do momento.
 
A presidente Marinez de Oliveira enumera várias razões para que sobressaia a presença feminina na atualidade: no mundo dos negócios, tem participação de 53%; maior busca por capacitação, tanto que ocupa 60% das vagas nas universidades; a mulher assume cada vez mais liderança em funções políticas, sociais e religiosas; tem a capacidade de atender ao mesmo tempo a exigências de família, trabalho e vida profissional. “Sem demérito aos homens, é necessário que mais e mais mulheres assumam papel de liderança na sociedade brasileira”, arremata a empresária.
 
Ainda em Belo Horizonte, a empresária participou de encontro de mulheres empreendedoras, promovido pelo Sebrae Minas dentro da Feira do Empreendedor, realizada no Expominas, em 4 de setembro (foto).