REDES

Aciubá quer a formalização no segmento do artesanato

Direcionar os indivíduos à formalização de suas atividades é o que objetiva projeto apresentado pelo presidente da Associação Comercial de Ubá (Aciubá), Miguel Batista, ao secretário de Estado Extraordinário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), Watson Ribeiro, durante reunião na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

 

Essa é uma das ações que a entidade defende visando a fomentar a economia nesse município da Zona da Mata. “Enxergamos no potencial dos artesãos um segmento capaz de gerar empregos e mais renda circulando no comércio da nossa cidade”, argumentou o empresário, que há mais de dois anos trabalha na mobilização das pessoas que vivem exclusivamente do artesanato em Ubá.