FEDERAMINAS - Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais | A Federaminas


A Federaminas

Em 1954, um grupo de empresários, presidentes de seis Associações Comerciais de importantes municípios mineiros – Belo Horizonte, Uberaba, Montes Claros, Uberlândia, Araguari e Ituiutaba - teve a ideia visionária de criar uma entidade que aglutinasse todo o setor, objetivando unir e fortalecer política e economicamente o empresariado de Minas.


Assim, em 20 de março de 1954, durante a V Reunião Regional das Classes Produtoras Mineiras, realizada em Uberaba, foi fundada a Federação das Associações Comerciais do Estado de Minas Gerais (Facemg), mais tarde Federação das Associações Comerciais, Industriais, Agropecuárias e de Serviços do Estado de Minas Gerais (Federaminas) – quando da gestão do presidente Lúcio Bemquerer e, depois, sob administração do presidente Arthur Lopes Filho, Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais, conservando-se a mesma logomarca.


Um mês depois do lançamento do manifesto de sua criação, durante assembléia geral em Belo Horizonte, o então presidente da Associação Comercial de Minas, Paulo Macedo Gontijo, assumiu a presidência da Federação, destacando, em seu discurso: “...Sentimos agora, todos nós, a necessidade de um organismo superior que nos congregue, que tenha como finalidade precípua manter-nos em permanente contato e que se aplique de modo específico a cuidar dos nossos interesses mais altos. Tanto temos feito para a coletividade que no desejo mesmo de lhe ser ainda mais útil, sentimos a necessidade de cuidar também dos nossos interesses comuns”.


Assim tem sido o dia a dia da Federaminas – que nos seus primeiros 48 anos esteve abrigada e recebeu todo o apoio da Associação Comercial de Minas. Trabalhar pelo fortalecimento das entidades federadas e, consequentemente, dos empresários que lhes são filiados – em sua maioria de empresas de micro, pequeno e médio portes -, bem como pelo crescimento da economia mineira.


Nesse sentido, a entidade lançou ou apoiou movimentos que se mostraram fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais, como a implantação da Refinaria Gabriel Passos, da Usiminas, da Acesita, da Açominas, da Fiat Automóveis e tantos outros empreendimentos industriais que contribuíram significativamente para gerar expressivo volume de empregos e impostos em nosso Estado e tornar a economia mineira uma das três principais formadoras do Produto Interno Bruto nacional.

A realização desse trabalho e a colheita de tão significativos resultados para o empresariado mineiro e a economia do Estado durante a existência da Federaminas se devem à semente plantada em 1954, fruto do espírito de associativismo que norteou a iniciativa daqueles líderes empresariais. 


Publicidade
Emissão de Boletos
Conheça as ACE's mineiras